5 passos na modulação nutricional da endometriose

É crescente em nosso consultório o número de pacientes com diagnóstico de #endometriose, e a nutrição tem muito a contribuir para melhora do quadro sintomático e redução do processo inflamatório envolvido.

Por isso abordamos 5 tópicos importantes na avaliação e modulação nutricional desse quadro:

1 – Modulação dos processos inflamatórios

Reduzir o consumo de alimentos ultraprocessados e aumentar o consumo de alimentos in natura (anti-inflamatórios), como frutas, vegetais e sementes fontes de vitaminas A, C, D e E, zinco, ômega-3.

2 – Controle do estresse oxidativo

Aumentar o consumo de alimentos de origem vegetal, fontes de compostos bioativos e nutrientes antioxidantes, como azeite, frutas vermelhas, oleaginosas, vegetais verde escuros, amarelos e alaranjados.

3 – Avaliar doenças autoimunes de base e sensibilidades alimentares

Realizar uma anamnese completa com investigação de sinais e sintomas para direcionar condutas individualizadas para a modulação dos sistemas orgânicos envolvidos e da inflamação.

4 –  Investigar possíveis deficiências nutricionais

Especialmente de nutrientes imunomoduladores, incluindo vitaminas, minerais, ácidos graxos e aminoácidos essenciais.

5 – Realizar a modulação da saúde gastrointestinal – Programa 6 Rs

A saúde gastrointestinal é fundamental, pois está associada a respostas imunológicas e inflamatórias. Além disso, a endometriose pode causar alterações intestinais. Portanto, o Programa 6Rs é uma excelente estratégia!

Artigos relacionados

Respostas

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *